Raja Yoga

Voltar-se para dentro, voltar-se para si. O Raja Yoga traz esta disciplina mental que conversa com o mais profundo do seu eu. Isso porque entende o poder da liberdade e a habilidade que temos em guiar a nossa mente e sentimentos.

Não importa as condições do corpo e de todo o contexto do mundo, através da meditação, o Raja Yoga ensina a ter um estado interno tranquilo. No fim, teremos uma boa saúde e ótima sensação de bem-estar, por termos conseguido transpor a camada da existência.

Raja yoga: o que é?

Diferentemente dos outros tipos de Yoga, o Raja tem como a sua base a meditação. Contudo, é um tipo de meditação que acontece sem esforço, desapegando da vida material, propondo uma vida sem os entraves da luta, é se conhecer melhor. O Raja Yoga tem diversas técnicas de meditação, que o praticante vai se adequar seguindo a sua busca interior.

Alguns trabalham diferentes centros de energia no corpo, em que cada um corresponde a diferentes padrões de emoções na mente. Outros usam o som para poder criar padrões de ressonância e vibrações, que atuam na cura dos sistemas. Por fim, há técnicas de meditação que usam a respiração para tranquilizar a mente e propiciar um estado de paz.

Os oito passos do Raja Yoga

Na realização do Raja Yoga, oito passos precisam ser observados.

1º Passo: Yamas

Os Yamas podem ser entendidos como os nãos, as restrições. Eles recebem uma divisão em cinco preceitos morais, que trabalham para ruir com a natureza inferior. A prática envolve os pensamentos, a palavra e a ação, atuando na mente e, principalmente, no espírito. São eles a não violência (ahimsa), o não mentir (satyam), a moderação em todas as coisas (brahmacharya), o não roubar (asteya) e o não cobiçar (aparigraha).

2º Passo: Niyamas

Já o Niyama trata dos sins, das observâncias. Ela se divide em cinco orientações e fazem parte dos preceitos éticos. Estes são: a pureza (saucha), o contentamento (santosha), a austeridade (tapas), o estudo de textos sagrados (wadhyaya) e ter constantemente a consciência da presença divina (pranidhana ishwara).

3º Passo: Asanas

Realizar regularmente as posturas do Yoga.

4º Passo: Pranayama

Ter o controle da respiração. As asanas e as pranayama formam a popular Hatha Yoga.

5º Passo: Pratyahara

Obter o controle dos sentidos para ter calma na mente e pensamentos.

6º Passo: Dharana

Trabalha a concentração e fecha os passos da prática interna do Raja Yoga.

7º Passo: Dhyana

Somente quando a Dharana é alcançada é que Dhyana se desenvolve. Aqui, a meditação alcança um estado de pensamento puro.

8º Passo: Samadhi

Para atingir o Samadhi, o praticante precisa ter dominado a Dhyana. No Raja Yoga, o Samadhi é o estado de supraconsciência. Não existe a não-dualidade ou unidade. Portanto, trata-se de um estado de consciência muito profundo e elevado. O corpo e a mente foram superados e o yogue torna-se um com Deus.

Quem pode praticar o Raja Yoga?

Todas as pessoas podem praticar o Raja Yoga, independente de idade, crença ou religião. Todavia, o seu objetivo é profundo e transformador. De modo que se não houver sinceridade na meditação e na realização de cada um destes passos, não haverá crescimento e nem o conhecimento do eu. Para realizar as asanas, recomenda-se a consulta prévia ao médico.

Meditação Raja Yoga

Parafraseando Sis. Jayanti, em O Poder de Cura de Deus: “Quando a meditação é orientada, Deus se torna acessível a todos”. Através da meditação no Raja Yoga há o encontro com o seu “eu”, com a sua alma. Ela cria um relacionamento com a Fonte Suprema da energia mais pura e da consciência mais elevada. Este é um dos significados do Raja Yoga, a conexão mais elevada.

Se você gostou, não esqueça de avaliar o artigo

Avaliação: 0/5 (0 votos)
Por favor, ajude-nos a compartilhar esta página em suas redes sociais para que possamos alcançar mais pessoas que precisam de nossa ajuda nesses temas. Você só precisa clicar em um dos botões abaixo. Obrigado!

Participa, deixe seu comentário

Outros artigos

Bhakti Yoga

Este Yoga tem como objetivo desenvolver a fé, por isso, também é conhecida como Yoga Devocional. Através da meditação, da oração e de práticas altruístas se pode reconhecer o divino em todas as formas e seres.

Jñana Yoga

Um dos métodos de Yoga mais difíceis de praticar é o Jñana Yoga, exigindo muita força de vontade e determinação. Seus caminhos são permeados de conhecimento, sabedoria, discernimento intelectual e investigação de sua própria natureza.

Yoga facial

A yoga é uma muito conhecida e buscada por quem deseja trabalhar corpo e mente simultaneamente. O que nem todo mundo sabe é que também existe a yoga facial, que pode ser feita em casa, por meio de alguns exercícios que trabalham a musculatura do rosto.

Yoga Nidra

Sua técnica é muito particular ao propor uma meditação profunda para a mente e o organismo. É uma forma de entrar em contato com o eu interior através de um estado de relaxamento intenso.